terça-feira, 21 de maio de 2019

Flávio Dino: Liberdade para Lula


  • "É certo que o ex-presidente Lula não está acima da lei, mas também não pode estar fora do seu manto protetor".
Ricardo Stukert
  
O monopólio do uso da força pelo Estado não pode resultar em arbitrariedades. Por isso, a força estatal não pode ser exercida segundo apetites individuais e sim nos exatos termos da Constituição e das leis. As garantias daí derivadas aplicam-se a todos. Portanto, defender os direitos de uma pessoa significa defender os direitos de toda a sociedade. Com estas premissas, há algumas semanas venho argumentando que o ex-presidente Lula devia já ter sido posto em liberdade, à vista do julgamento proferido pelo STJ.

sábado, 4 de maio de 2019

Governo sufoca a Educação para fazer a roda finaceira girar



Ministério da Educação sofre corte brutal.  

O jornal O Estado de S. Paulo informa que o governo fez um remanejamento de R$ 3,6 bilhões para atender às demandas mais urgentes de cinco ministérios que haviam sido afetados pelo corte de quase R$ 30 bilhões no Orçamento. A realocação dos recursos foi feita pelo bloqueio adicional no mesmo valor sobre os gastos de 13 órgãos e ministérios e segue a lógica do "ajuste fiscal", o mecanismo que preserva a parte do Orçamento que faz a roda da especulação financeira girar.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Maduro: "Povo venezuelano é indestrutível"


Em primeiro pronunciamento oficial após tentativa de golpe, presidente enalteceu resistência dos trabalhadores e das Forças Armadas.

Foto: Agência Efe
  
O presidente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro, fez um pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira (30), marcada por uma tentativa frustrada de golpe por parte dos opositores Juan Guaidó e Leopoldo López. 

domingo, 28 de abril de 2019

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 179



 RESUMO.
                   
DATA: 28\04\2019

REFLEXÃO POLÍTICA DA SEMANA
Semanas atrás a intolerância matou 50 muçulmanos na Nova Zelândia enquanto oravam nas mesquitas. Hoje, são quase 200 cristãos mortos no Siri Lanka em atentado por bombas. Eu lembro de John Lennon cantando Imagine. Altair Freitas – Facebook

REFLEXÃO 2 DA SEMANA
A primeira ordem de Gloebbes quando o partido nazista chegou no poder na Alemanha em 1933,foi a queima de livros de Sociologia e Filosofia em praça pública.Tem sido a forma mais eficaz das ditaduras de manter as massas alienadas e anestesiadas.A história está aí pra não esquecermos de como é que se morrem as democracias.Qualquer semelhança NÃO é mera coincidência! Fonte: Coletivo de Cultura – CTB – Facebook

FRASE DA SEMANA
“Quem nasceu em Pernambuco, não morreu de fome até os cinco anos, não se curva mais a nada”. Luis Inicio Lula da Silva

NO QUADRO QUEBRANDO O TABU COM O PROF. JOHW VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE A IDEIA DO GOVERNO BOLSONARO DE TIRAR RECURSOS DAS ÁREAS DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA.

ISSO SERÁ BOM PARA A EDUCAÇÃO PROFESSOR?

NO QUADRO O POVO PRECISA SABER COM ANTONIO DE DU VAMOS PERGUNTAR A ELE O QUE O POVO PRECISA SABER HOJE?

ATENÇÃO PARA ALGUMAS NOTÍCIAS DA SEMANA EM TABIRA E NO PAJEÚ

REFLEXÃO POLÍTICA DA SEMANA

QUAL É O PAPEL DO ESTADO NA APLICAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E NA PROTEÇÃO DO IDOSO? 

Por Dedé Rodrigues

Meus amigos e minhas amigas ouvintes do Programa Tabira em Tempo. Nesta semana que passou eu participei de dois eventos em Tabira que merecem destaques nessa reflexão. O primeiro foi uma Audiência Pública sobre os problemas da Barragem que abrange quatro municípios do Pajeú, Tabira, São José do Egito, Taparetama e Ingazeira. O segundo evento foi a 2ª Conferência do Idoso em Tabira, realizada pela Secretária de Desenvolvimento  Social, Ieda Melo. Nesses dois eventos presenciei um debate sobre a importância da organização social,  o papel do mercado e do Estado nas políticas públicas.  Esse debate envolveu o Prefeito Sebastião Dias, os vereadores Marcílio Pires, PDT  e Aristóteles Monteiro, PT. Os Padres Luizinho e Padre Cícero de Tabira.  O Gerente do INSS a agência em  Tabira, Verinaldo.  O presidente do CMDR Joel Mariano. A representante da OAB regional Laudicéia Rocha, entre outras autoridades de Tabira e do Pajeú. Cabe nessa reflexão questionar ou apoiar os seguintes argumentos:

sábado, 27 de abril de 2019

BARRAGEM DE CACHOEIRINHA: “AVANÇA O DEBATE SOBRE A COISA PÚBLICA”




Por Dedé Rodrigues 

Na quinta 25/04/2019, na Câmara dos Vereadores de Tabira, foi realizada a quarta audiência para discutir os problemas advindos da construção da Barragem de Cachoeirinha em Tabira, cuja barragem abrange mais três municípios: Ingazeira, São José do Egito e Tuparetama. O encontro contou com a participação dos prefeitos de Tabira e Tuparetama, vereadores, os padres de Tabira e Ingazeira, a representante da OAB, Laudicéia Rocha, o representante do DNOCS, Dionísio, presidente do CMDR de Tabira, representante do STR de Tabira, a presidente da associação rural do sítio Cachoeirinha dos Cordeiros, além de agricultores e agricultoras prejudicados.

quinta-feira, 25 de abril de 2019

SINTEPE REALIZA PLENÁRIA REGIONAL SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA



Por Dedé Rodrigues
 

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Pernambuco, Sintepe realizou na regional do Pajeú, no dia 24 de abril de 2018, uma Plenária Regional, no Auditório da Fasp Faculdade do Sertão do Pajeú, em Afogados da Ingazeira,  com a deputada Estadual Teresa Leitão e o assessor jurídico do Sintepe, Danilo Miranda. A convocação foi feita pela direção regional, com Margarida no comando e de Tabira participaram, eu, Dedé Rodrigues, Eliane Marques, Socorro Góis e Luzinete Marques. 

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA


Crise se agrava e o povo paga um alto preço

Combate à fome e pobreza, combate ao desemprego, saúde, impostos e taxa de juros são os pontos do governo Bolsonaro com maior desaprovação, revelou a pesquisa CNI-Ibope. É sintomático. No mesmo dia, a divulgação dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostrou a assustadora cifra de 43 mil empregos formais fechados na economia brasileira em março. Editorial do Portal Vermelho - Dia: 24/04/2019

domingo, 21 de abril de 2019

Governo decreta censura sobre estudos da "reforma" da Previdência



 Portal Vermelho 

O jornal Folha de S. Paulo denuncia que o governo decreta sigilo sobre estudos que embasam reforma da Previdência. Cidadão não tem acesso a dados econômicos e sociais que sustentam a mudança na Constituição.

  
Segundo a matéria, o Ministério da Economia decretou sigilo sobre estudos e pareceres técnicos que embasaram a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Previdência. Assim, não é possível ao cidadão comum, afetado diretamente pelas mudanças em pensões e aposentadorias, ter acesso a argumentos, estatísticas, dados econômicos e sociais que sustentam o texto em tramitação.

A decisão de blindar os documentos consta de resposta da pasta a um pedido da Folha para consultá-los, formulado com base na Lei de Acesso à Informação após o envio da PEC ao Congresso. Na resposta, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho informou ter elaborado, "no âmbito de suas competências regimentais", manifestações técnicas sobre a proposta em tramitação.

Na prática, isso significa que só servidores e autoridades públicas, devidamente autorizados, podem acessar as informações. A resistência do governo em apresentar levantamentos relativos à PEC tem irritado congressistas. O decreto que regulamenta a Lei de Acesso chama de preparatórios documentos formais usados como fundamento de "tomada de decisão ou de ato administrativo, a exemplo de pareceres e notas técnicas".

A secretaria diz que a medida restritiva segue entendimento da PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional) a respeito do assunto. Na resposta à Folha, cita trechos da lei e da norma regulamentadora, segundo os quais "o direito de acesso aos documentos ou às informações neles contidas" utilizados como fundamento da tomada de decisão e do ato administrativo será assegurado com a edição do ato decisório respectivo.

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 178



 RESUMO.
                   
DATA: 21\04\2019

REFLEXÃO POLÍTICA DA SEMANA

Alguns dos grandes ícones da luta pela redemocratização do Brasil contra a ditadura militar - como Ulisses Guimarães e Teotônio Vilela - foram a favor do golpe em 1964. Se mudaram de opinião depois e engrossaram a frente democrática, excelente! O mesmo vale para notórios golpistas de 2016 e apoiadores de Moros e Bozos: se estão se arrependendo, se "as fichas estão caindo", seja lá quais forem os motivos, que se juntem à luta antifascista e contra o completo desmonte ultraliberal do país. Frente Ampla se constrói assim. Também. Altair Freitas

FRASE DA SEMANA
“Eles sabem que minha libertação é parte importante da retomada da democracia no Brasil. Mas são incapazes de conviver com o processo democrático”. Ex:presidente Lula

domingo, 14 de abril de 2019

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 177



 RESUMO.
                   
DATA: 14\04\2019

REFLEXÃO POLÍTICA DA SEMANA
Bolsonaro afirmou que quer "uma molecada que não se interesse por política". Me recordo então de Platão, aquele filósofo grego aluno de Sócrates: "não tem problema você não se interessar por política, mas saiba que será governado por quem gosta". O atual governo vai tentar aprofundar a idiotia que reina em parte da população através de um brutal retrocesso na educação e cultura. É sempre mais fácil governar alienados. Bom dia, filhos da luta! Altair Freitas

FRASE DA SEMANA
“Serás libertado pelo direito e pela justiça”. (Is 1,27)

 
ATENÇÃO PARA ALGUMAS NOTÍCIAS DA SEMANA EM TABIRA E NO PAJEÚ

sábado, 13 de abril de 2019

Capitalização da Previdência aumenta suicídio de idosos no Chile


O regime de capitalização da Previdência no Chile, desejado pelo governo Bolsonaro, obriga os aposentados a seguirem trabalhando, muitas vezes, até morrer. É o caso de Mario Enrique Cortes, “jubilado” que, aos 80 anos, padeceu de insolação em pleno inverno, como jardineiro, em frente ao Palácio de La Moneda, em 2014. 

*Por Felipe Bianchi (Barão de Itararé) e Leonardo Severo (Hora do Povo), de Santiago

  
De lá para cá, o país vem acumulando episódios trágicos como este. Somado à onda crescente de suicídios na terceira idade – com tiro, enforcamento ou envenenamento -, o cenário escancara a realidade sombria de uma terra em que a aposentadoria foi transformada em negócio para benefício das Administradoras de Fundos de Pensão (AFP).

domingo, 7 de abril de 2019

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 176


 RESUMO.
                   
DATA:06 \04\2019

REFLEXÃO POLÍTICA 1 DA SEMANA

 “Do ponto de vista intelectual, o presidente demonstra ignorância e fala várias mediocridades. Do ponto de vista político, ele fala de forma permanente sobre nós para tentar distrair a população sobre suas responsabilidades. Ele fala da gente, criando inimigos ficcionais, para não falar sobre si. É uma tática da velha política, da qual Bolsonaro é a cara”. Manuela D’ávila – PC do B

REFLEXÃO POLÍTICA 2 DA SEMANA 
A ditadura foi um fracasso em termos econômicos: quebrou o país, aprofundou as desigualdades e piorou a vida dos mais pobres. A dívida externa cresceu quase 30 vezes, saltou de R$ 3,4 bilhões para R$ 100 bilhões, entre 1964 e 85. No fim da ditadura, a inflação anual era de 231%. E, por conta do arrocho, houve desvalorização de 50% do salário mínimo. O resultado foi a concentração da renda. Enquanto em 1964, o 1% mais rico detinha de 15% a 20% da riqueza, no fim do regime o percentual chegou a 30%. Fonte: Facebook
de Amauri Teixeira – BBC NEWS


REFLEXÃO POLÍTICA 3 DA SEMANA
De novo: o klan não é composto por gente burra. Muito ao contrário! Nazismo de esquerda, Olavices, homofobia, racismo, idiotias teológicas, etc, são parte de uma TÁTICA POLÍTICA. Eles sabem que ideias retrógradas e mentiras de todo tipo (não teve golpe em 64, não teve ditadura, Brasil era socialista) são facilmente absorvidas pela ignorância reinante e pelos que carregam preconceitos e ódios diversos arraigados. Nazismo/fascismo (a extrema direita.em geral) são assim mesmo. Mentem descaradamente porque sempre tem quem acredite em mentiras. A mentira é seu grande trunfo. Por isso odeiam História, filosofia, sociologia e a ciência social em geral. Altair Freitas - Facebook

POESIA 1 DA SEMANA

A história é um carro alegre
Cheio de um povo contente
Que atropela indiferente
Todo aquele que a negue.
Chico Buarque e Pablo Milane

Dino: Chance de "reforma" da Previdência é próxima de zero


Em entrevista ao Metrópoles, nos EUA, governador do Maranhão também chamou de “equívoco monumental” pacote anticrime de Moro.

Por Cristina Serra 

  
Boston (EUA) – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse em entrevista ao Metrópoles, em Boston (Massachussets), que a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência na Câmara e no Senado, do jeito que está, é “próxima de zero”.

Para Dino, seria preciso tirar da mesa as “propostas antissociais” para que a reforma tenha algum encaminhamento. Ele considera que o governo cria muita tensão com o Congresso, gerando um “vazio institucional”. Sua avaliação sobre o começo da gestão de Jair Bolsonaro (PSL) é de “100 dias perdidos”, num momento especialmente grave de recessão e desemprego.

quinta-feira, 4 de abril de 2019

O buraco em que a economia brasileira se meteu


Empresários desconfiam de melhorias na economia. Mercado já estima crescimento da economia abaixo de 2% neste ano. Economia definha na desordem política. Eis algumas manchetes do noticiário que indicam o tamanho do buraco no qual o Brasil se meteu, cavado desde que a marcha golpista se pôs em movimento. Não há como negar que a agenda econômica adotada desde que Michel Temer ocupou o Palácio do Planalto, usurpando a cadeira presidencial, é a grande responsável por esse desastre.

O negacionismo histórico como arma política

Está em curso no Brasil um revisionismo histórico com base na negação e na manipulação de fatos. Ele é promovido por seguidores da "nova direita" e pelo próprio governo Bolsonaro. E vai além do "nazismo de esquerda." Portal Vermelho Dia: 03/04/2019

Foto: Agência Brasil
  
 Há um revisionismo histórico, com fins políticos, em curso no Brasil. Ele é baseado na negação e manipulação de fatos e é promovido por integrantes do governo Jair Bolsonaro e seguidores da "nova direita". Dizer que não houve golpe em 1964 e que o nazismo foi um movimento de esquerda, como afirmou o próprio presidente, são apenas alguns exemplos.

quinta-feira, 21 de março de 2019

"A quem interessa a prisão de Temer neste momento?", pergunta advogado


Em entrevista ao Brasil de Fato, o advogado Patrick Mariano, que acompanha de perto a operação Lava Jato, levanta dúvidas sobre a prisão do ex-presidente Michel Temer determinada nesta quinta (21) pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. 

  
“Uma prisão cautelar para quê? A quem atende essa prisão nesse momento?” São os questionamentos feitos por Mariano, que é membro da Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares (Renap) e mestre em Direito pela Universidade de Brasília (UnB).

Graves revezes para o Brasil nos Estados Unidos


Comitiva do governo brasileiro traz para o Brasil um saldo altamente negativo.

  
A vassalagem do presidente da República Jair Bolsonaro e sua comitiva nos Estados Unidos rendeu sérios revezes para o Brasil. Não há um só resultado que pode ser classificado como acordo com alguma reciprocidade. O saldo da visita oficial, com os componentes do governo se comportando como se estivessem na Disneylândia, protagonizando espetáculos de vulgaridades no lugar da sobriedade exigida de representantes do Estado, tem vários pontos negativos. 

domingo, 17 de março de 2019

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 173



 RESUMO.
                   
DATA: 17\03\2019

REFLEXÃO POLÍTICA 1 DA SEMANA:

REFLEXÃO 1 DA SEMANA
Sempre que você ouvir políticos eleitos falando sobre liberalizar a posse de armas, lembre-se que suas campanhas no passado foram financiadas por fabricantes de armamento. Além do monopólio da Taurus, grupos estrangeiros querem entrar no mercado nacional para nos vender revólveres, pistolas e armas de calibres diversos e contam com apoio do Klan que hoje governa o pais. Na última eleição com financiamento eleitoral empresarial legalizado, a Taurus distribuiu quase Um Milhão para partidos e candidatos. A CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos), que é dona da Taurus, distribuiu outro Milhão de Reais em 2014. Então, veja: não tem nada a ver com segurança e liberdade individual. São apenas negócios! E políticos financiados pela indústria da morte defendem seus padrinhos. Altair Freitas

FRASE 1  DA SEMANA 
A batalha contra a Máfia Siciliana não foi vencida por policiais e juízes, mas pelos comunistas e militantes operários. Marta Fana *

FRASE 2  DA SEMANA
“O problema brasileiro não consiste na falta de recursos. Reside na falta de justiça e de distribuição da renda”. Economista Ladislau Dowbor.

NO QUADRO QUEBRANDO O TABU COM O PROF. JOHW VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE A EDUCAÇÃO EM TABIRA E NO ESTADO, COMPARADA A OUTROS LUGARES. HÁ AVANÇOS PROFESSOR JOHW? O QUE PRECISA SER FEITO MAIS?   

NO QUADRO O POVO QUER SABER COM ANTONIO DE DU VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE

NO QUADRO PRESTANDO CONTAS COM O PROFESSOR DEDÉ RODRIGUES VAMOS PERGUNTAR O QUE ELE DESTACA COMO QUESTÃO OU AÇÃO AMBIENTAL NO PROGRAMA DE HOJE NA SECRETARIA DE JUVENTUDE E MEIO AMBIENTE?


ATENÇÃO PARA ALGUMAS NOTÍCIAS DA SEMANA EM TABIRA E NO PAJEÚ

sábado, 16 de março de 2019

REFLEXÃO POLÍTICA DA SEMANA


Governadores do Nordeste unidos por melhores dias para o Brasil

O Nordeste tem cerca de 20% do território nacional: são 1,5 milhões dos 8,5 milhões de km² da área total do país. Os nove estados da região têm, juntos, 56,6 milhões de habitantes, que formam cerca de 28% dos 204,5 milhões de brasileiros (dados do IBGE, para 2015). Do Editorial do Portal  Vermelho

sexta-feira, 15 de março de 2019

PREFEITURA DE TABIRA PARTICIPA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A BARRAGEM DE CACHOEIRINHA



Por Dedé Rodrigues

A Prefeitura de Tabira, por intermédio do Prefeito Sebastião Dias e do Secretário do Meio Ambiente, Dedé Rodrigues, participou da Audiência Pública, no dia 14 de março de 2019, na Câmara de Vereadores em São José do Egito, para discutir sobre a Barragem de Cachoeirinha, que abrange 04 municípios da nossa região. Estiveram também presentes, os vereadores de Tabira Marcílio Pires e Aristóteles Monteiro. Além dos prefeitos de São José do Egito, Evandro Valadares, o prefeito de Ingazeira e o de Tuparetama, Sávio Torres, estiveram presentes o Padre Luizinho, o representante do DNOCS, Dionísio,  os moradores afetados pela Barragem, entidades sociais , entre outras autoridades,  para discutirem as consequências dessa obra para a região.  

quinta-feira, 14 de março de 2019

Decreto sobre armas pode incentivar tragédias como a de Suzano


Especialistas consideram que qazer uma relação causal direta entre o decreto que facilita a aquisição de armas e discurso de incremento da violência do governo com massacre de Suzano é apressado; Entretanto, medidas podem funcionar alimentando crimes da mesma natureza.

Por Lilian Milena, do GGN

 Cenas de pânico nas escolas podem se repetir com a liberação de armas Cenas de pânico nas escolas podem se repetir com a liberação de armas
O decreto que flexibiliza o porte de armas de fogo, assinado em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro, aumenta o risco da ocorrência de novas tragédias, como o massacre na escola de Suzano. Essa é a avaliação de especialistas em segurança pública entrevistados pelo GGN.

“Vamos esperar nos próximos anos uma escalada da violência não só nas escolas, mas na sociedade em geral, ainda complementado com o pacote anti-crime do ministro da Justiça Sérgio Moro, desresponsabilizando policiais pelo crime de assassinato, se a ação for cometida por ‘violenta emoção’”, avalia Daniel Cerqueira, conselheiro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e um dos coordenadores do Atlas da Violência.

quarta-feira, 13 de março de 2019

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

O assassinato de Marielle e a fronteira entre Estado e crime

Do Editorial do Portal Vermelho

Pode-se dizer que é fácil demais matar alguém no Brasil. Que a vida vale quase nada em algumas localidades deste país, com pessoas sendo trucidadas sem mais nem menos. E que homicídios são moedas de troca nas relações entre os grupos e organizações do submundo, da criminalidade generalizada. Pode-se dizer, ainda, que há mazelas demais regendo e conflagrando o convívio social, obstruindo o caminho do diálogo, da lógica, do argumento, do respeito.

domingo, 10 de março de 2019

Governo quer tirar R$ 1 tri da boca dos trabalhadores


“Reforma” da Previdência Social e arrocho orçamentário são metas prioritárias.

  
Paulo Guedes, o poderoso ministro da Economia do governo do presidente Jair Bolsonaro, concedeu entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo revelando, mais uma vez, o pendor autoritário das suas propostas. Segundo ele, o Congresso Nacional pode mexer à vontade na “reforma” da Previdência Social, desde que a “economia” seja de 1 trilhão de reais em dez anos, dinheiro que seria tirado da boca dos trabalhadores para alimentar o mercado da dívida pública. “Se não der uma economia de 1 trilhão de reais, estaremos assaltando as futuras gerações. Vamos deixar os pequenininhos pagando para a gente de novo,” afirmou, jorrando demagogia e falsidade. 

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 172



 RESUMO.
                   
DATA: 10\03\2019

REFLEXÃO POLÍTICA 1 DA SEMANA:
Eu sei cantar hinos pátrios. Sou filho de militar, fui militar. Agora, NADA DISSO me torna um patriota. O que me torna patriota é dedicar mais de trinta anos da minha vida ao magistério, buscando transmitir às novas gerações o que aprendi ao longo da vida, com a vida e com meus estudos na universidade e tudo o que estudei e estudo após ela. O que me torna patriota é que por 35 dos meus 56 anos de vida, defendi e defendo, lutei e sigo lutando, pelo justo, pela necessária transformação do Brasil de um dos países mais desiguais do mundo em uma nação sem miséria, sem pobreza, sem dependência às potências que nos sugam até a medula. Isso me faz patriota. Amar a pátria não é amar símbolos, ainda que por eles é necessário ter respeito. Respeito, mas não idolatria cega e vazia, oca como pastel de vento!
Facebook - Altair Freitas

REFLEXÃO 2 DA SEMANA
O contratualismo é um conjunto de teorias que tentam explicar a formação legítima da sociedade e do Estado.
Essas teorias traçam os caminhos que levam as pessoas a abdicarem racionalmente de suas liberdades e direitos à um governo ou autoridade política que lhes garanta benefícios de ordem política e social.

FRASE 1  DA SEMANA 


FRASE 2  DA SEMANA
„Quando pratico o bem, sinto-me bem; quando pratico o mal, sinto-me mal. Eis a minha religião.“ — Abraham Lincoln 


NO QUADRO QUEBRANDO O TABU COM O PROF. JOHW VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE O VÍDEO PORNOGRÁFICO QUE O PRESIDENTE BOLSONARO DIVULGOU. O CARNAVAL É ISSO MESMO PROFESSOR,  SÓ PORNOGRAFIA?

NO QUADRO PRESTANDO CONTAS COM O PROFESSOR DEDÉ RODRIGUES VAMOS PERGUNTAR O QUE ELE DESTACA COMO QUESTÃO OU AÇÃO AMBIENTAL NO PROGRAMA DE HOJE NA SECRETARIA DE JUVENTUDE E MEIO AMBIENTE?


ATENÇÃO PARA ALGUMAS NOTÍCIAS DA SEMANA EM TABIRA E NO PAJEÚ