terça-feira, 19 de junho de 2018

O capitalismo contra o capitalismo


A paralisação de maio dos caminhoneiros durou 11 dias. Realizada por empresários e trabalhadores do setor, ganhou amplo apoio do movimento sindical e social. À revelia de seus organizadores, realizadores e grande parte de apoiadores, tinha um forte componente anticapitalista: submeter a objetiva lei econômica capitalista de mercado aos objetivos e interesses sociais do conjunto da comunidade (também conhecida como contradição entre relações de produção e forças produtivas).

Por Por Carlos Pompe*

Agência Brasil
Após a greve dos caminhoneiros, pesquisa do Banco Central aponta que a previsão dos financistas para a inflação deste ano aumentou de 3,65% para 3,82% Após a greve dos caminhoneiros, pesquisa do Banco Central aponta que a previsão dos financistas para a inflação deste ano aumentou de 3,65% para 3,82% 
No 18 Brumário de Luís Bonaparte (1852), Karl Marx mostrou como, no capitalismo, qualquer favorecimento à democracia, aos direitos populares ou mesmo aos interesses burgueses por progresso pode ser considerado socialistas. "Declara-se como socialista o liberalismo burguês, o Iluminismo burguês e até a reforma financeira burguesa. Era considerado um ato socialista construir uma ferrovia onde já havia um canal, e era um ato socialista defender-se com um bastão ao ser atacado com uma espada".

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Eleições no México e na Colômbia desafiam a tormenta conservadora


No fim deste mês e início de julho, Colômbia e México elegerão seus novos presidentes. Há décadas ambos os países são governados por conservadores alinhados a Washington. Agora, a história pode mudar: as forças populares emplacaram seu candidato no segundo turno das eleições colombianas e lideram com folga no México.

Ilustração: Tainan Rocha
  
Em meio à ofensiva conservadora que atravessa o continente, essas eleições evidenciam o falso “consenso” neoliberal imposto e podem reverberar ainda mais ao sul, onde os fracassos de Temer e Macri mostram que quando se atira o povo porta afora dos palácios de governo, ele volta pelas janelas. No Brasil e na Argentina, as promessas da direita mostram seu caráter falacioso e deixam exposta sua natureza anti-popular e entreguista. Conduzindo um governo rejeitado pela imensa maioria do povo, Temer se arrasta enquanto Macri devolve a Argentina ao FMI (não à toa, é bastante aplaudido nos pequenos círculos que os países ricos abrem para os governos que se sujeitam).

terça-feira, 12 de junho de 2018

Manuela: "Não basta tirar o Temer, tem que tirar o projeto"

Manuela D’Ávila, pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB, participou de evento na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador. Em discurso, a deputada estadual gaúcha destacou que, diferentemente do que afirma a direita, não é possível falar em retomada do desenvolvimento sem o fortalecimento do Estado brasileiro.

  
Ao criticar a proposta neoliberal apresentada pelos conservadores, a pré-candidata afirmou que “a direita brasileira é burra e mentirosa”.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Altamiro Borges: Só eleições livres salvam o Brasil

"É urgente unir as forças democráticas, progressistas e patrióticas da sociedade para garantir eleições livres em outubro de 2018. É preciso barrar qualquer nova aventura golpista".

Por Altamiro Borges*

  
O Brasil passa por um período turbulento, de fortes tensões. Parece sentado sobre um vulcão. O movimento dos caminhoneiros, que quase paralisou o país gerando desabastecimento e pânico em vários Estados, apenas confirmou esse quadro de enfermidade. A surpreendente mobilização, com sua direção difusa e sua pauta confusa, forçou o governo golpista a ceder e resultou na queda de Pedro Parente, o representante das multinacionais do petróleo e dos abutres financeiros. A crise, porém, não está superada e pode resultar em novas explosões sociais. Enquanto não alterar a política de preços da Petrobras, que hoje serve aos interesses dos especuladores, e não conter o processo de desmonte da estatal, a questão dos combustíveis seguirá inflamável. 

domingo, 10 de junho de 2018

PROGRAMA TAB IRA EM TEMPO N. 144


PROGRAMA TAB IRA EM TEMPO N. 144

RESUMO.
                      
DATA:  10 de junho de 2018

REFLEXÃO DO DIA:
É tempo de pensar no verde
Regar a semente que ainda não nasceu
Deixar em paz a Amazônia, preservar a vida
Estar de bem com Deus.!"
Planeta Azul ► Chitãozinho & Xororó
REFLEXÃO DO DIA
Feliz Semana do MeioAmbiente
Niva Aragues

PENSAMENTO DO DIA
A sociedade está preocupada com, o progresso e a tecnologia, sem se preocupar com o meio.
Mas quem irá herdar o avanço da tecnologia?
Quem irá usufruir do progresso?
Não haverá nem mesmo a sociedade, se não haver um meio que a sustente.

FRASE DO DIA
Cuida do meio ambiente e deixe que no futuro ele cuide de quem você mais ama!

quinta-feira, 7 de junho de 2018

A prioritária agenda econômica e política da classe trabalhadora

Foi um evento de trabalhadores, e também um fato político de enorme importância, na atual conjuntura que antecede a disputa presidencial que ocorrerá daqui a quatro meses. O Fórum das Centrais, que reúne CTB, CUT, Força Sindical, CSB, Intersindical, Nova Central e UGT, lançou, nesta quarta-feira (6) a Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora - Democracia, Soberania e Desenvolvimento com Justiça Social: Trabalho e Emprego no Brasil. Um título longo que resume o sentido de suas 22 reivindicações, que serão apresentadas aos presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado e aos pleiteantes à presidência da República.

domingo, 3 de junho de 2018

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 143




RESUMO.
                      
DATA:  03 de junho de 2018

PENSAMENTO DO DIA:
Se dou comida aos pobres todos me chamam de santo.Mas quando pergunto por que são pobres, me chamam de comunista. Dom Helder Câmara.

REFLEXÃO DO DIA

Namore com alguém que te ame como a Globo ama o Parente. Você poderá desonerar as petroleiras estrangeiras de pagar 40 bilhões por ano em impostos até 2040 (UM TRILHÃO no total) l, dobrará a exportação de óleo cru e a importação de combustíveis - muito mais caros - exterminara com a participação da indústria nacional na produção petrolífera pois comprará máquinas, equipamentos e navios do exterior, elevará todo dia o preço dos combustíveis conforme os humores do mercado internacional, mas será tratado como herói do combate à corrupção e da recuperação da Petrobras do caos administrativo. É muito amor envolvido! Chego a chorar. Bom dia Brazweew!
FACEBOOK DE ALTAIR FREITAS


FRASE DO DIA
Neutro é quem já se decidiu pelo mais forte. Max Weber

sábado, 2 de junho de 2018

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

Quem manda no mundo?

Sob esse título, Noam Chomsky, professor emérito do Massachusetts Institute of Technology (MIT), acaba de publicar pela Planeta fundamentada e bem urdida análise da conjuntura mundial.

Por Cláudio Ferreira Lima*

Reprodução
Noam Chomsky, professor emérito do Massachusetts Institute of Technology (MIT), acaba de publicar pela Planeta fundamentada e bem urdida análise da conjuntura mundialNoam Chomsky, professor emérito do Massachusetts Institute of Technology (MIT), acaba de publicar pela Planeta fundamentada e bem urdida análise da conjuntura mundial
Os atores são os Estados, que se confundem com as grandes corporações.

A população em geral tem contado pouco nas escolhas e nas decisões estratégicas.

Desde a deflagração, em 1939, da 2ª Guerra Mundial, Washington antevia que, findado o conflito, os Estados Unidos terminariam “numa posição de avassaladora supremacia”. E assim foi.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

DITADURA MILITAR REDUZIU A MALHA RODOVIÁRIA PELA METADE

A idiotia que assola a nação agora culpa Lula pela greve dos caminhoneiros. Segundo o novo mito em voga, a culpa por ter tanto caminhão no país é do petista. Setores desses que falam imbecilidades desse tipo, defendem a volta dos militares ao poder. Fonte: Facebook de Altair Freitas. Título meu.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

O capital financeiro: a face mais destrutiva do capitalismo

A velocidade da acumulação mistura legalidades e ilegalidades no mesmo prato. As mesmas pessoas continuam nos mesmos postos da crise de 2008.


Por Jessé Souza*

  
O capitalismo para se legitimar criou, desde o início, uma justificação filosófica, social e política. Primeiro transformou a ganância individual que estimula nos indivíduos em coisa boa, como na fábula dos vícios privados e virtudes coletivas, onde a ganância serviria, ao fim e ao cabo, ao bem comum.

Apenas mudança na política de combustíveis dará fim à crise


A crise dos combustíveis foi o tema central da Comissão Geral realizada nesta terça-feira (29), no Plenário da Câmara dos Deputados. Durante o debate, foram expostas proposições e alternativas para enfrentar o aumento sucessivo e desenfreado nos valores da gasolina e do óleo diesel – este último motivador da paralisação das atividades dos caminhoneiros.


Por Ana Luiza Bitencourt

Richard Silva/PCdoB na Câmara
Durante Comissão Geral na Câmara, especialistas e parlamentares refutaram medidas paliativas do governo ao defender a Petrobras e seus ativos como bens estratégicos do povo brasileiroDurante Comissão Geral na Câmara, especialistas e parlamentares refutaram medidas paliativas do governo ao defender a Petrobras e seus ativos como bens estratégicos do povo brasileiro
Governistas e representantes do empresariado defenderam que os grandes responsáveis pela situação caótica do setor são a geopolítica global e os impostos brasileiros, que culminariam no encarecimento dos combustíveis. Como solução de combate, eles sugerem a redução da tributação para a criação de um “colchão de segurança”.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Orlando Silva: Apagão Temer

O embate de Michel Temer com os caminhoneiros reflete o agravamento diário da crise generalizada no Brasil. É hora de agir construindo saídas políticas urgentes para impedir que o caos do desabastecimento, da paralisia de serviços públicos e da atividade econômica tome conta do país.

  
O governo federal não tem autoridade moral e política nem capacidade para liderar o país no processo de superação da crise dos combustíveis. O presidente ilegítimo já não tem base parlamentar organizada no Congresso Nacional para construir soluções coletivas.

domingo, 27 de maio de 2018

Marx e a internacionalização do capital

O imperialismo como uma etapa do capitalismo estava plenamente formado entre 1898-1914. 

Por Ricardo Moreno*

  
As guerras hispano-americana (1898), anglo-bóer (1899-1902), russo-japonesa (1904-1905) e a crise econômica da Europa em 1900, são os principais marcos históricos da nova época da história mundial (LENIN, 1977). Portanto não poderia caber a Marx, já morto, a interpretação deste fenômeno. Foi Wladimir Ulianov, o Lênin, que o fez. No entanto, ancorou-se justamente em conceitos apresentados pelo alemão pai do marxismo, em sua interpretação estrutural do funcionamento do sistema capitalista de produção.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

PREFEITURA DE TABIRA PARTICIPA DA CONSTRUÇÃO DA POLÍTICA AMBIENTAL PARA PERNAMBUCO



Por Dedé Rodrigues
A Prefeitura Municipal de Tabira, por intermédio das secretarias de Juventude e Meio Ambiente e da Secretaria de Educação,  participou do Seminário Construindo a Poliítica de Educação Ambiental de Pernambuco – PEAPE - oferecido pela SEMAS (Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco). Sete municípios do Sertão do Pajeú estiveram presentes e, de Tabira, participaram o Secretário de Juventude e Meio Ambiente, Dedé Rodrigues, pela educação Drª Cris Nutricionista, Janine Brito, Técnica Educacional  e Jadilma, integrante da Secretaria, todas autorizadas por Lúcia Santos, Secretária de Educação do município.

Ilegítimo, governo brasileiro acata ordens de Trump contra a Venezuela


Conforme se previa, alguns países decidiram não reconhecer a reeleição do presidente venezuelano Nicolás Maduro e seguindo a orientação do Departamento de Estado Norte-Americano vão chamar os seus embaixadores em Caracas. Entre os países que se alinham ao governo dos Estados Unidos encontra-se o Brasil.

Por Mário Augusto Jakobskind*

Divulgação
O ministro Aloysio Nunes externa o posicionamento subserviente do Brasil com relação à VenezuelaO ministro Aloysio Nunes externa o posicionamento subserviente do Brasil com relação à Venezuela
Uma pergunta que não quer calar: qual a moral e credibilidade internacional que tem o atual governo brasileiro que tomou conta do país em 2016 por meio de um golpe parlamentar, midiático e judicial?

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Manuela: País cobra imposto dos pobres e classe média, não dos ricos


Em entrevista ao jornal gaúcho Zero Hora, a pré-candidata à Presidência da República, Manuela D’Ávila, reafirmou a defesa do papel do estado na retomada do desenvolvimento.

Foto: Vitor Vogel
  
“Acredito que o Estado tem papel central na retomada do crescimento da economia brasileira. Já desafiei os liberais a mostrarem qual nação se desenvolveu com o Estado prescindindo do seu papel de condutor do desenvolvimento nacional. Desconheço”, enfatizou Manuela.

Segundo ela, a saída para a crise “está no Estado recompor a sua capacidade de investimento” e que seja feita uma reforma de Estado que permita investimentos privados no Brasil “porque investir no Brasil é tido como atividade criminosa”.

domingo, 20 de maio de 2018

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 142




RESUMO.
                      
DATA:  20 de maio de 2018

PENSAMENTO DO DIA:


REFLEXÃO DO DIA

O "mercado", a soma de agiotas, especuladores de todos os tipos com a nata dos magnatas nacionais e estrangeiros que atuam no Brasil apoiarão qualquer um, da direita, que tenha condições de disputar a eleição em condições de vencer. A agenda dessa gente é a garantia de que orçamento anual da União continue com cerca de metade dos recursos para pagar dívidas e juros, privatização do pouco que resta de empresas públicas, especialmente os bancos e Petrobras, reforma da previdência que impedirá aposentadorias na prática, livre circulação de capitais e manutenção da trágica reforma trabalhista. Cogitam até apoiar aquele falso patriota que foi capitão do Exército, caso não tenham outro nome mais adequado. Se houver eleição, pois democracia para essa gente é detalhe incômodo. O "Mercado" apoiou Mussolini e Hitler. E o daqui, Jânio Quadros, a ditadura militar, Collor, FHC..e Aécio. Retrospecto sensacional para afundar o pais.
 Altair Freitas.

FRASE DO DIA

Vale muito mais a vida de um ser humano do que todas as propriedades do homem mais rico da terra. Che Guevara.


NO QUADRO O POVO QUER SABER COM ANTONIO DE DU VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE A OPINIÃO DO PAPA FRANCISCO SOBRE OS GOLPES DE NOVO TIPO. POR QUE O POVO PRECISA SABER DISSO, TONHO?   

NO QUADRO QUEBRANDO O TABU COM O PROFESSOR CLAUDIO MARCELO,  O JOHW VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE OS MASSACRES DO ESTADO JUDEU DE ISRAEL AOS NOSSOS IRMÃOS PALESTINOS.  QUAL É A SUA OPINIÃO,  PROFESSOR JOHW?

NO QUADRO PRESTANDO CONTAS COM O PROFESSOR DEDÉ RODRIGUES:
QUE AÇÕES  DA SECRETARIA DE JUVENTUDE E MEIO  AMBIENTE VOCÊ DESTACA? QUE ATIVIDADE ESTÁ PROGRAMADA? QUAL É A MENSAGEM AMBIENTAL DE HOJE?

NO QUADRO “POESIAS DA SEMANA” VAMOS DESTACAR ALGUNS VERSOS DOS GRUPO BODEGA SORTIDA.

ATENÇÃO PARA ALGUMAS NOTÍCIAS DA SEMANA DE TABIRA? 

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Argentina entre o FMI e o abismo


O eixo discursivo central da campanha eleitoral de Mauricio Macri para a presidência foi “voltar ao mundo”. Era hora de superar o atraso e o isolamento da era Kirchner, aproveitar o grande potencial humano e produtivo da Argentina e produzir reformas capazes de reinserir o país na economia mundial. 

Por Coletivo Passarinho*

Divulgação
O outro lado do conto de fadas é um país empobrecido e que, desde que Macri assumiu, somente agudizou seus problemas estruturaisO outro lado do conto de fadas é um país empobrecido e que, desde que Macri assumiu, somente agudizou seus problemas estruturais
Nas falas televisivas dos apoiadores do então candidato dizia-se com frequência que a Argentina precisava voltar a ser um país normal. E um país normal, para a elite argentina, bem como para parte significativa de sua classe média, é um país em que se pode comprar e vender dólares sem restrições.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

A Globo foi quem fingiu que a Guerrilha do Araguaia não aconteceu


Nesta terça-feira (15), o jornalista Pedro Bial resolveu falar da Guerrilha do Araguaia. O tema volta à agenda depois que documentos da CIA sobre o assunto vieram a público mostrando que os generais sabiam de tudo. Sabiam do massacre e dos assassinatos.

Por Renata Mielli*

  
Bial acusou o Exército e o PCdoB de terem fingido que a Guerrilha nunca aconteceu. Mas, quem nunca fez um jornalismo sério e investigativo sobre o massacre promovido pelo Exército contra os militantes do PCdoB e os moradores da região que lutavam contra a ditadura militar foi a Rede Globo de Televisão.

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Falso discurso da Escola Sem Partido avança no Congresso


Na terça-feira (08), o deputado Flavinho (PSC) apresentou o projeto da Escola Sem Partido (PL 7180/14) prevendo que cada sala de aula tenha um cartaz com seis deveres dos professores, entre os quais o primeiro é a proibição de que os docentes “cooptem” os estudantes para correntes políticas, ideológicas ou partidárias.

Por João Batista da Silveira*

  
O projeto propõe, na verdade, a escola de partido único, porque proíbe o debate e a livre circulação de ideias nas salas de aula. Para muitos, trata-se de uma verdadeira “Lei da Mordaça”.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Com aperto fiscal, mortalidade infantil aumenta 11% em um ano



A austeridade econômica que vem sendo adotada no Brasil já mostra seu resultado e ele, além de ser negativo, expõe o retrocesso na área social. De acordo com dados consolidados pela Fundação Abrinq, a mortalidade infantil cresceu 11% entre 2015. Este foi o primeiro aumento da mortalidade infantil após 13 anos consecutivos de queda.

Por Verônica Lugarini

Retrocesso: Após 13 anos de quedas consecutivas, a mortalidade infantil volta a aumentar e registra crescimento 11% entre 2015 e 2016.Retrocesso: Após 13 anos de quedas consecutivas, a mortalidade infantil volta a aumentar e registra crescimento 11% entre 2015 e 2016.
Um levantamento da Fundação Abrinq publicado pelo Valor Econômico trouxe à tona, novamente, o debate sobre a mortalidade infantil no país. O número de óbitos de crianças entre 1 e 4 anos foi de 5.595 em 2015 para 6.212 em 2016. Ou seja, no período de 12 meses houve crescimento de 11%. No caso de crianças entre 1 mês de vida e 1 ano de idade, o aumento foi de 2% no mesmo período. De 11.001 óbitos para 11.214.

domingo, 13 de maio de 2018

PROGRAMA TABIRA EM TEMPO N. 141




RESUMO.
                      
DATA:  13 de maio de 2018

PENSAMENTO DO DIA:
Certas pessoas dizem que na ditadura militar não houve corrupção, mas isto se deve ao fato que os militares controlavam os meios de comunicação de tal forma que nenhuma informação chegava ao povo sem que passasse pela censura dos militares.

REFLEXÃO DO DIA

E nessa encomenda de assassinatos desse bandido chamado Geisel estavam os guerrilheiros do Araguaia e os dirigentes do PCdoB - Partido Comunista do Brasil: Mauricio Grabois, Oswaldão, Dina, Helenira, Danielli, Pedro Pomar, Arroio e Drumond.
Entre tantos outros e outras que nos fizeram uma falta imensa no período da redemocratização.
Marcelino Granja – Presidente do PC do B de Pernambuco.


FRASE DO DIA
 Surge uma nova seita no Brasil, aquela do "Lula ou nada". Como toda seita, os fanáticos ficam cegos para o mundo real. Altair Freitas

NO QUADRO O POVO QUER SABER COM ANTONIO DE DU VAMOS PERGUNTAR A ELE SOBRE A SEGUNDA PARTE DA COMPARAÇÃO ECONÔMICA ENTRE OS GOVERNOS LULA E TEMER. O QUE O POVO PRECISA SABER TONHO?   

NO QUADRO PRESTANDO CONTAS COM O PROFESSOR DEDÉ RODRIGUES:
QUE AÇÕES  DA SECRETARIA DE JUVENTUDE E MEIO  AMBIENTE VOCÊ DESTACA? QUE ATIVIDADE ESTÁ PROGRAMADA? QUAL É A MENSAGEM AMBIENTAL DE HOJE?

NO QUADRO “POESIAS DA SEMANA” VAMOS DESTACAR ALGUNS VERSOS DOS GRUPO BODEGA SORTIDA. HOMENAGEM AS MÃES!

ATENÇÃO PARA ALGUMAS NOTÍCIAS DA SEMANA DE TABIRA E DE PERNAMBUCO